Patrão e empregada: veja dicas para melhorar a relação! Patrão e empregada: veja dicas para melhorar a relação!

Patrão e empregada: veja dicas para melhorar a relação!

6 minutos para ler

A doméstica passa boa parte do dia dentro da sua casa, se relacionando com você e sua família. Sendo assim, você deve estabelecer uma boa relação entre patrão e empregada. Dessa forma, você consegue garantir que ninguém passe dos limites e o trabalho continue sendo feito da melhor forma possível.

Todavia, esse é um processo delicado e você deve prestar muito atenção para que não haja mal entendidos. Pensando nisso, nós preparamos esse post com 5 dicas para que você melhore a relação entre patrão e empregada. Boa leitura!

1. Trabalhe a comunicação de forma positiva entre patrão e empregada

O primeiro passo é trabalhar a comunicação entre patrão e empregada. Aqui, não precisa entrar naquele pensamento de empregada que faz parte da família. Todavia, basta tentar manter um vínculo saudável e próximo com ela.

Dessa forma, vocês se comunicam com mais facilidade. Assim, é mais fácil que uma das duas partes consiga comunicar algo sempre que necessário. Quando algo estiver incomodando, por exemplo.

Uma relação saudável e respeitosa entre patrão e empregada faz com que o contrato dure por muito mais tempo. Além disso, ajuda a manter o ambiente de trabalho mais agradável para a empregada e garante o espaço pessoal para você e sua família.

Portanto, trabalhar a comunicação de forma positiva é a chave principal para estabelecer um vínculo saudável e duradouro.

2. Valorize mais a sua empregada

A valorização da empregada também é fundamental para fortalecer o vínculo entre patrão e empregada. Além disso, tratá-la com gentileza, elogiando o trabalho quando bem feito ajuda na auto-estima dela. Assim, você estimula, melhorando a relação de vocês e o desempenho do trabalho.

Portanto, sempre fique atento aos esforços de sua empregada no trabalho e então, sempre elogie por estar se empenhando da melhor forma. Dar feedbacks positivos é crucial, então fique sempre de olho nos pontos positivos do serviço prestado.

Além de tudo, essa dica vale para a humanização da funcionária que trabalha na sua casa. Não se esqueça que, assim como você, é uma pessoa que gosta de ser bem tratada e respeitada enquanto trabalha.

Contudo, essa dica assegura o bom humor e a autoestima de ambas as partes. Dessa forma, o ambiente se torna mais saudável.

3. Estabeleça regras mais flexíveis

Todavia, é importante sempre estabelecer regras para que ninguém ultrapasse os limites. Como a empregada doméstica trabalha dentro do seu ambiente pessoal, é comum que, às vezes, ela invada a sua privacidade, mesmo que não intencionalmente.

Sendo assim, estabelece regras para regularizar isso. Todavia, voltando à primeira dica, sempre priorize uma boa comunicação nesses processos. Desse modo, quando for conversar sobre as regras com a empregada, seja flexível, para que as duas partes entrem num consenso.

Portanto, tente não impor ordens à empregada. Sempre tenha uma abordagem mais amigável, falando das coisas que você não gosta, que te deixam desconfortável e peça para que ela não as faça.

Essa dica também vale para os acordos feitos no contrato de trabalho. Tudo o que foi combinado anteriormente pode mudar ao longo do tempo. Sendo assim, você deve ser sempre flexível, mas conversando com a sua empregada para estarem sempre de acordo em relação às mudanças.

4. Honre os acordos entre patrão e empregada

Desde o contrato de trabalho, são feitos acordos entre patrão e empregada, estabelecendo os deveres de cada um. Portanto, lembre-se do que foi tratado nessa etapa e nunca quebre o que foi combinado. Isso vai desde as regras combinadas até as tarefas a serem feitas pela empregada.

Além das condições comportamentais estabelecidas no que foi combinado entre as duas partes, as tarefas definidas também precisam ser honradas. Sendo assim tome muito cuidado ao mudar o roteiro de atividades da sua empregada durante a semana, mês ou dia.

Caso a empregada comece a exercer funções que não estavam estabelecidas no contrato, ou que não fazem parte do que cabe uma doméstica fazer, isso se enquadra como acúmulo de funções. Sendo assim, você, como empregador, pode ser punido judicialmente por meio de ações trabalhistas.

Portanto, no contrato, defina todas as tarefas necessárias e faça um cronograma de todas elas. Assim, a empregada sabe o que precisa ser feito mensalmente, semanalmente e diariamente. Todavia, caso surjam novas necessidades, converse com a sua empregada e faça mudanças no cronograma.

Todavia, use sempre o bom senso nessas situações. Sendo assim, caso precise que a empregada faça novas tarefas, substitua outras sem tanta importância. Assim, a funcionária consegue realizar as atividades sem caracterizar o acúmulo de funções.

5. Faça o registro da sua empregada

Uma etapa crucial para manter uma boa relação entre patrão e empregada é o registro. Apenas registrando a sua doméstica na carteira de trabalho você garante todos os direitos e benefícios a ela. Sendo assim, apesar de todas as questões trabalhistas, é uma forma de demonstrar que você se importa com sua funcionária.

Todavia, com a implementação da Lei Complementar nº 150, o registro de empregadas domésticas se tornou obrigatório. Portanto, qualquer empregador doméstico que se recuse a assinar a carteira de trabalho fica sujeito a multas e indenizações.

Sendo assim, o primeiro passo que você deve tomar ao contratar uma empregada é assinar a carteira de trabalho dela. No entanto, caso você já tenha uma empregada trabalhando há um tempo, é possível realizar o registro retroativo dela.

Assim, você coloca em dia toda a documentação da empregada. Mesmo que feita com atraso, é importante tomar essa decisão. Todavia, o registro retroativo pode dar muito trabalho, ainda mais se o tempo de irregularidade for grande. Portanto, contar com o auxílio de empresas da área pode ser de grande ajuda.

A SOS Empregador Doméstico(site) é expertise na área há muito tempo e pode te ajudar com toda a documentação e burocracia que permeia o setor doméstico. Assim, você pode regularizar toda a situação da sua empregada, com um suporte personalizado que ajuda, inclusive, na relação entre vocês.

Quer fazer o registro retroativo da sua empregada que está irregular? Entre em contato com SOS Empregador Doméstico e conheça nossas soluções para você!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.